Psico-geometria de Maria Montessori

  • Circe Mary Silva da Silva
Palavras-chave: geometria; ensino; aprendizagem; método montessoriano

Resumo

 O presente texto apresenta uma análise do livro Psico-geometria: o estudo da geometria baseado na Psicologia Infantil, de Maria Montessori, com vistas a identificar, na apresentação dos saberes geométricos e nas atividades sugeridas, quais pressupostos teóricos e metodológicos sustentam a proposta didática da autora. Nesta investigação, usei a análise documental e os documentos analisados foram os seguintes: a primeira edição do livro, de 1934, escrito em língua espanhola; diferentes traduções da obra e, também, artigos recentes sobre a Geometria de Montessori. A autora adotou uma filosofia empirista e construiu uma proposta de ensino para a geometria a partir da psicologia infantil em que a aprendizagem da criança se dá a partir da periferia (com atividades sensoriais e uso de materiais manipulativos) em direção ao centro (a mente da criança). Atividades como desenhar, usar instrumentos geométricos, manipular o material Montessori, recortar e colar papéis coloridos fariam com que a criança, intuitiva  e experimentalmente, adquirisse as noções básicas da geometria euclidiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 94
  • PDF downloads: 74
Como Citar
da SilvaC. Psico-geometria de Maria Montessori. ACERVO - Boletim do Centro de Documentação do GHEMAT-SP, v. 2, n. 2, p. 12-31, 29 set. 2020.