Ficha funcional de professores do ISERJ como fonte de pesquisa para história da educação matemática

Palavras-chave: História da Educação Matemática; Acervo; Instituto de Educação

Resumo

Este trabalho é um estudo introdutório sobre os acervos de professores de matemática alocados no Centro de Memória de Educação Brasileira (CMEB) do Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (ISERJ). O objetivo deste estudo é analisar a “ficha funcional do professor” para indiciar o documento como base para produção de novos estudos acadêmicos referente a profissão docente. Para isso selecionamos os acervos pessoais dos professores de matemática Ismael França Campos e Alfredina de Paiva que exerceram à docência no ISERJ, no período entre 1932 a 1964. O estudo adota como referencial teórico- metodológico Le Goff (1990) que nos auxilia no ofício do historiador. O texto norteia- se pela seguinte questão: De que maneira as fichas funcionais de professores armazenadas no acervo do CMEB, podem contribuir para as pesquisas em história da educação matemática? Deste modo, as primeiras considerações revelam que a ficha funcional do professor é um instrumento básico e não satisfatório para investigação da vida profissional dos docentes que atuaram no ISERJ.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-30
Métricas
  • Visualizações do Artigo 20
  • PDF downloads: 23
Como Citar
SilvaM.; SilvaG. A.; FrançaD. Ficha funcional de professores do ISERJ como fonte de pesquisa para história da educação matemática. ACERVO - Boletim do Centro de Documentação do GHEMAT-SP, v. 2, n. 2, p. 301-314, 30 set. 2020.