Elementos do saber profissional do professor

uma geometria para ensinar do Manual Prático de Pedagogia de Augusto Coelho

Palavras-chave: Saber profissional; Manuais de pedagogia; Geometria para ensinar.

Resumo

Este texto apresenta resultados parciais de uma tese de doutoramento que está alinhada a um projeto amplo de investigação. O objetivo da tese é caracterizar uma geometria para ensinar a partir de manuais de pedagogia direcionados à formação de professores dos primeiros anos escolares no Brasil (1870-1920). Para este texto, objetivamos discutir elementos de uma geometria para ensinar expressa por Augusto Coelho em um manual de pedagogia publicado entre 1892 e 1907. Para alcançarmos tal objetivo nos ancoramos nas reflexões viabilizadas pelo questionamento: que elementos de uma geometria para ensinar podem ser recompilados do Manual Prático de Pedagogia de Augusto Coelho?, considerando o que Valente (2018) propõe sobre como sistematizar informações dispersas, transformando-as em saberes. Os resultados parciais de que tratamos neste texto demonstram que a geometria para ensinar sistematizada por Coelho (s.d.) está pautada em um primeiro momento na orientação para utilização de sólidos tangíveis que viabilizem o avanço do concreto para o abstrato, por meio da decomposição destes, envolvendo, também, a recomposição das formas; e, posteriormente, do abstrato ao concreto, não mais por meio dos sólidos froebelianos, mas desenvolvendo figuras no quadro, o que faz com que esse concreto final seja caracterizado como a compreensão da geometria sistematizada. Assim, a formação do professor prepara-o para, nesse processo, conduzir os alunos a, por si só, analisar as formas geométricas num dado momento de sua existência e as variações pelas quais tais formas podem passar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Janice dos Santos Fortaleza, Universidade Federal do Pará

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas (PPGECM) do Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Mestre em Educação em Ciências e Matemáticas, área de concentração: Educação Matemática, pelo PPGECM/IEMCI/UFPA. Possui graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela UFPA (2013). É participante do Grupo de Estudos e Pesquisa em História e Ensino da Matemática (GEHEM) do PPGECM.

Maria Lúcia Pessoa Chaves Rocha, Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Pará; Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Economia - Faculdades Integradas Colégio Moderno (1983). Graduação em Licenciatura em Ciência do 1º Grau pela Universidade Federal do Pará (1987). Graduação em Matemática pela Universidade Federal do Pará (1987). Aperfeiçoamento em educação pela Universidade Metodista de Piracicaba, SP (1995). Mestrado em Educação em Ciências e Matemáticas pela Universidade Federal do Pará (2004). Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2010). Atualmente é PROFESSORA TITULAR Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: História da Matemática, Ensino de Matemática, Educação Matemática, Matemática, Metodologia da Pesquisa Científica e Formação de Professor.

Publicado
2020-09-29
Métricas
  • Visualizações do Artigo 15
  • PDF downloads: 16
Como Citar
FortalezaF. J.; RochaM. L. Elementos do saber profissional do professor. ACERVO - Boletim do Centro de Documentação do GHEMAT-SP, v. 2, n. 2, p. 32-46, 29 set. 2020.